17 de julho de 2012

GAROTA REPLAY



Oi, meninas hoje vou fazer a resenha do livro Garota Replay, ganhei este Kit da novo Conceito no Sorteio do Blog "Palavras que me distraem". O kit é lindo e vem com uma caixa personalizada e um espelhinho.

Garota Replay conta a história de Thizzi, uma garota bonita, alto-astral e relativamente independente (ela depende financeiramente dos pais, mas emocionalmente ela é independente, pois, desde que ela era muito nova, eles começaram a viajar pelo mundo e deixar a filha em casa, na companhia apenas da empregada). Thizzi namora Tadeu, um cara bem cretino que trai descaradamente. Numa dessas traições, Tadeu se dá mal, pois Thizzi tem um superamigo, o Tito, que flagra o Tadeu aos beijos com uma garota numa boate e tira uma foto para mostrar a Thizzi que já havia sido avisada inúmeras vezes sobre as traições de Tadeu, mas preferia não acreditar. Inconformado, Tadeu começa uma briga com Tito e acaba quebrando o nariz do melhor amigo de Thizzi. Descontrolado, o bad boy sai da boate dirigindo como um louco e se envolve em um acidente de carro. Tadeu se machuca, mas não tanto quanto Gabiru, um amigo que estava com ele no carro.

Então, a vida de Thizzi fica uma droga: como se não bastasse descobrir a traição do namorado (ou seria "ter a prova"? Porque, afinal, saber ela já sabia, né? Só não queria acreditar), ela precisa lidar com todas as fofocas que a situação gerou: a mistura de traição e acidente cai na boca do povo e passa a ser um dos assuntos mais comentados no bairro, nas redes sociais, em todo canto por onde Thizzi andava. Ainda por cima, o namorado está hospitalizado, o amigo do namorado está entre a vida e a morte, e o seu melhor amigo está com um nariz quebrado e uma mágoa gigantesca (por que Thizzi precisou da fotografia para acreditar nele?).

No meio desse turbilhão, Thizzi resolve sair uma noite, para tentar esquecer tudo, e vai a uma boate, onde, para sua surpresa, vê uma garota exatamente igual a ela arrasando na pista de dança. Embora seja fisicamente igual a Thizzi, a Replay se mostra o tipo bem-cuidada, deslumbrante, confiante, segura de si, cheia de atitude, tudo o que Thizzi queria, mas não estava conseguindo ser. Então, Thizzi "surta", querendo entender como é possível que exista uma garota tão igual a ela. Thizzi se pergunta se a Replay seria um fantasma, um produto de sua imaginação, uma irmã gêmea separada no momento do nascimento, entre outras coisas. O pior é que aquele não foi seu único encontro com a Replay, ela passa a encontrar a cópia nos lugares que frequenta e chega um ponto em que a Replay começa a interferir na sua vida.

Como resolver tudo isso? Como resolver as coisas com Tadeu, se ele ainda está hospitalizado? Como fazer as pazes com o melhor amigo? Tito vai aceitar se reconciliar com a melhor amiga que não acreditou nele? Quem é a Garota Replay? Que explicação lógica pode haver para sua existência? Ela irá ajudar ou dificultar as coisas para Thizzi? O que será da vida amorosa de Thizzi agora? Como Thizzi irá superar todos os problemas em que se meteu?

Só lendo Garota Replay para encontrar essas respostas. Confesso que, no começo, não gostei do livro. Eu tinha muita raiva da Thizzi o-t-e-m-p-o-t-o-d-o! Como ela podia ser tão infantil e tola? O namoro com o Tadeu era sem explicação, como uma menina legal podia namorar um canalha daqueles? Mas, depois, fiquei pensando: quantas vezes não vemos também meninas bacanas com namorados cretinos? Só que não era só isso que me irritava na Thizzi: ela era muito insegura, muito criança para alguém que já tem 20 anos e, ainda por cima, foi criada de modo tão independente. Porém, à medida que lia, fui percebendo o porquê das carências e inseguranças da Thizzi. E é muito legal perceber como ela vai crescendo com o que acontece.

Garota Replay é aquele tipo de livro que você não pode julgar apenas pelas primeiras páginas, pois ele só vai começar mesmo a te prender um pouquinho depois. E isso parece ser intencional: você precisa se indignar com a Thizzi para entendê-la depois. E, geente, o final é muito surpreendente! Eu estava com muito medo da explicação que seria dada para a Replay, mas, quando li, fez todo sentido!

O livro é fininho, você lê em poucas horas, e ele, em alguns momentos, vai te divertir e, em outros, vai te fazer pensar sobre as escolhas que fazemos na vida. Merece sua atenção numa gostosa tarde de sábado!

1 comentários:

La Mademoiselle disse...

Oi,

já li e até que gostei da história, mas odiei o final! Adorei o blog e a resenha!

Bjs

Postar um comentário

oi!!!
Pode comentar a vontade...